quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Comilança nunca mais!

Meus dias de comilança finalmente acabaram. Chega de assaltos à geladeira, refrigerantes, doces, pratos gigantes. Chega de falta total de controle sobre a comida. Chega de fome fora de hora. De agora em diante sou uma nova pessoa. Mais equilibrada. Mais controlada. E, futuramente, mais magra! Aliás, finalmente magra!
Hoje não comi muito, nem assaltei a geladeira. Estou conseguindo segurar as compulsões. O que é ótimo, considerando que eu não tinha auto-controle suficiente para segurar a fome. Ainda não me pesei porque estou dando um tempo maior para o ponteiro da balança ser mais camarada comigo e não me dar susto nenhum maior do que eu já tive.
Tenho pensado em voltar a me exercitar. Nadar, malhar mesmo, caminhar. Qualquer coisa que me tire da condição sedentária em que me encontro. Acho que passei tempo demais tentando me conformar com o fato de ser gorda. Achava que deveria entender que minha estrutura era assim, e que eu sempre seria "cheinha". Ainda bem que acordei desse devaneio e tomei uma atitude.

Rechonchuda nunca mais!

4 comentários:

Marcy! disse...

Parabéns pelo teu positivismo!!!
Espero que ele contagie todo mundo, e permaneça contigo!

Safi Ana disse...

Isto mesmo! Minha mãe chegou a me dizer uma vez:''Agora você já está com mais de 25 anos, não tem mais como ser magra. Corpo perfeito é pra estas mulheres que estão na televisão.'' Se dependesse dela eu estaria com mais de 100 quilos para que ela não se sentisse tão mal. Ela jura que pesa 95, mas eu já a vi na balanca sem que ela visse e há um ano atrás ela estava pesando 103, agora deve ser mais porque ela não pára de comer e fica arranjando desculpas. Gostei muito do que você escreveu porque você foi direto ao ponto. Muitas vezes queremos aceitar o peso que temos para não termos que nos preocupar com dietas e modificacões nos hábitos do dia a dia:-)

Lih disse...

Até um tempo atrás dizia ser feliz com o meu corpo, e não importava. Mas estava totalmente errada. É ótimo voc~e vestir qualquer roupa e cair bem, não ter que experimentar um guada roupa inteiro para saber com que roupa sair. Decidir usa aquele vestido que tem um tempinho guardado e na hora descobrir que ele já está marcando tudo. Você está certa. Qualquer hora pode ser a hora da mudança. Nunca é tarde, para mudar.

Lih disse...

Já era tempo! rsrsrs